Now Reading
Computador milenar grego era usado para "prever o futuro"
0

Computador milenar grego era usado para "prever o futuro"

by adminjunho 15, 2016


São Paulo – Pesquisadores estão desvendando novos mistérios sobre o “computador” mais antigo do mundo. Com mais de dois mil anos de idade, ele servia como uma espécie de calculadora astronômica para os antigos gregos. Agora, um novo uso foi descoberto. Os gregos usavam a máquina também para “prever o futuro”.

A Máquina de Anticítera é um complexo conjunto de 30 engrenagens construídas em bronze. Ele era capaz de mapear os céus e as posições de corpos como o Sol, a Lua e alguns planetas, como Marte e Vênus.

Descoberta em 1901, a máquina era capaz de mostrar em quais posições esses corpos estariam após a realização de uma regulagem de tempo, que era feita usando três mostradores. Uma opção, inclusive, era ajustar para o momento da realização de uma Olimpíada, de acordo com o jornal The Washington Post.

Recentemente, pesquisadores foram capazes de desvendar parte dos escritos (já desgastados pelo tempo) na máquina. Com isso, descobriram que uma das informações exibidas era a cor de um eclipse.

“Não sabemos bem como interpretar isso, mas pode remontar às insinuações de que a cor de um eclipse era uma espécie de presságio ou sinal. Certas cores podem ser melhores para o que está por vir do que outras”, disse Mike Edmunds, professor de astrofísica da Universidade de Cardiff, no País de Gales, que estuda a máquina há mais de uma década.

O professor ainda ressalta que essa seria a primeira evidência de astrologia, em vez da astronomia, que se tem conhecimento nos estudos do mecanismo.

A Máquina de Anticítera foi encontrada em 1901 em uma exploração em um naufrágio na ilha grega de Anticítera (daí seu nome). Ela é datada de 60 a.C. e é considerada por especialistas como o mais sofisticado aparelho já encontrado feito naquela época.

Veja abaixo um vídeo, em inglês, sobre a Máquina de Anticítera.